No menu items!
Inicio Noticias Live commerce: o futuro do comércio online?

Live commerce: o futuro do comércio online?

Como a nova tendência pode tornar-se popular em breve

Nos últimos anos, o comércio digital tem crescido com uma enorme velocidade em todo o mundo. Seja através do seu computador ou telemóvel, tudo pode ser comprado através da internet em poucos minutos.

Para garantir um diferencial entre tantas empresas online, é necessário procurar constantemente novas estratégias. E neste cenário, recentemente uma nova forma de vendas tem vindo a ganhar espaço: o live commerce.

O que é o Live Commerce?

A interação ao vivo não é novidade na internet. Quer se trate das chamadas de vídeo antigas com a família e amigos no Whatsapp, através dos encontros em Zoom e Equipas tão populares durante o home office, e streams de jogos acompanhados por milhões de fãs em todo o mundo, a interação ao vivo é algo bastante comum no ambiente digital. O site betway insider é preferido pela maioria dos utilizadores. Os leilões móveis e imobiliários ao vivo pela internet também atraem muitos compradores diariamente. De qualquer forma, não poderia ser diferente no que diz respeito às vendas a retalho.

O conceito de Live Commerce combina características de streams ao vivo (lives) com o universo de vendas. Ao contrário das vendas televisivas, populares há algumas décadas, a proposta do Live Commerce é permitir a interação em tempo real entre apresentadores e utilizadores, que abrange, por exemplo, notificações sobre compras e as reações de quem está a assistir.

Como começou o Live Commerce?

Há alguns anos que a China utiliza esta estratégia, principalmente para a divulgação de novos produtos por influenciadores digitais famosos. Durante a live, os produtos são apresentados em detalhe, com a realização de testes em tempo real e até mesmo promoções relâmpago. Esta fórmula foi bem sucedida, resultando em biliões de dólares em vendas e criando uma tendência que se espalhou para outros países.

LEIA MAIS:  Por que a Apple e o Google decidiram remover o popular videogame fortine da suas lojas de aplicativos
LEIA MAIS:  Evento online vai debater tecnologia, inovação e empreendedorismo com participantes de 15 países

Quais são as vantagens do Live Commerce?

Através da interação ao vivo, as lives servem para fazer perguntas sobre produtos e serviços, despertando o interesse do cliente na compra. Quando alguém procura um determinado produto, muitas vezes usa sites diferentes para obter imagens e informações, mas nem sempre são suficientes para gerar esse interesse. 

Por outro lado, como no comércio tradicional, numa live é possível, por exemplo, esclarecer dúvidas e visualizar o produto em diferentes ângulos em tempo real. Com isto, a experiência das compras online torna-se mais “sensorial” e mais atrativa para o consumidor.

Cuidado ao preparar um live

Há vários aspetos a observar na preparação de uma live para a venda de um produto. Entre eles, destaca-se:

  • A produção do “evento” – Tudo deve ser pensado e executado com muito cuidado: o local onde o produto será apresentado, o cenário, a iluminação. É sempre recomendado o uso de equipamentos profissionais, uma vez que uma produção de baixa qualidade pode acabar arruinando uma venda, em vez de impulsioná-la.
  • Engajamento – Aqueles que apresentam a live devem convencer o utilizador a fazer a compra. Isto requer, por exemplo, um bom roteiro sobre o produto. Nesta fase, muitos recorrem aos famosos influenciadores para alcançar o compromisso necessário.
  • Cuidado com o produto em si – o produto tem de ser bom, caso contrário o envolvimento não é suficiente para garantir a venda.
  • Estratégias de marketing – Os gatilhos emocionais são normalmente usados para atrair espectadores para as lives. Sem público, sem vendas.

Quando devidamente utilizado, o Live Commerce tem muito mais força em comparação com os formatos tradicionais, alcançando até 10 vezes melhores resultados – principalmente juntando o público e a empresa e acrescentando valor aos produtos vendidos.

LEIA MAIS:  Apple negocia compra da área de modems para smartphones da Intel, diz jornal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
LEIA MAIS:  Huawei prevê ficar sem processadores dentro de um mês

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments